Imprensa Notícias
Autor: Nilson Guedes

Prefeito Raimundo busca alternativa para solucionar repasse da saúde para Hospital regional Roosevelth

08 de Fevereiro,2018

A grave situação envolvendo a falta de repasses do Governo estadual para hospital regional Roossevelth Figueiredo Lira, vem se tornando cada vez mais insustentável. O prefeito de Barra do Bugres, Raimundo Nonato sempre tem buscado alternativas junto aos prefeitos da região a fim de sanar a atual crise que a saúde pública está enfrentando, mais precisamente no Hospital Roossevelth Figueiredo Lira.

Prova disso no último dia 22 de janeiro o prefeito Raimundo Nonato convocou os prefeitos que fazem parte do Consórcio Intermunicipal de Saúde para irem in loco ver a realidade da unidade hospitalar e as dificuldades dos profissionais da saúde.

Não dando como satisfeito, e com o intuito de resolver logo a questão, o prefeito Raimundo Nonato foi em busca de unir forças com os deputado federal Fábio Garcia e o deputado e, presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho reunindo na última sexta-feira dia 02 de fevereiro, nas dependências da Câmara Municipal para tratar do assunto financeiro da falta de repasse por parte do governo do estado.

 “Estamos hoje aqui debatendo com a população, e estive com o secretário de saúde do estado e ele me prometeu que deverá pagar duas parcelas do repasse ainda essa semana” Disse Eduardo Botelho explicando que o governador Pedro Taques está esperando uma emenda de cem milhões de reais do governo federal e parte dela será para sanar a dívida com o hospital de Barra do Bugres.

A secretária municipal de Saúde Cátia Oda, lamentou a atual crise e falta de repasse por parte do governo. “Esses profissionais estão sendo heróis eu não sei como estão aguentando ficar cinco meses sem receber seus salários” lamentou Cátia Oda destacando que o Hospital Roossevelth Figueiredo Lira está na UTI.

Caso a falta do pagamento mensal de R$ 712 mil continue por parte do Estado, o déficit somará mais de R$ 3 milhões e meio. Um grupo de prefeito estão se mobilizando para uma audiência com o governador para definir e acabar de uma vez por toda essa crise na região do médio norte.